Serviço Família Acolhedora: um convite à cidadania e ao afeto

Notícia publicada em 26/07/2022
por Nízea Coelho


Texto: Juliana Pinto

Mantido pela Prefeitura de Ouro Preto, através da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social, o Serviço Família Acolhedora tem o objetivo de selecionar, capacitar e acompanhar famílias ouro-pretanas para receberem crianças e adolescentes que foram afastados do convívio familiar, por decisão judicial.

A Família Acolhedora contempla crianças e adolescentes, entre 0 e 18 anos, e todas as composições familiares podem participar, inclusive pessoas solteiras, sendo necessário preencher os pré-requisitos, como ter disponibilidade de tempo e capacidade de oferecer afeto, possuir idade entre 21 e 65 anos, ser financeiramente estável, não ter antecedentes criminais e residir no município a pelo menos dois anos.

De acordo com a coordenadora da Famíla Acolhedora, Anne Karoline Campos, a iniciativa, que já soma 4 acolhidos e 1 adoção, possui o prazo de 18 meses, no entanto, pode ser estendido quando houver necessidade de um tempo maior ou para atender o interesse da criança ou adolescente, situação prevista no Estatuto da Criança e do Adolescente. Além disso, as famílias são habilitadas e todo o processo é monitorado. “Observamos o perfil, visitamos a casa e depois há uma capacitação com duração média de três meses. É um trabalho em equipe. Os profissionais da rede têm um encontro com o promotor a cada 15 dias, e conversamos sobre todos os casos”, pontua.

Durante o período de acolhimento, a Família Acolhedora assume todos os cuidados diários relacionados à proteção, saúde, educação e higiene e no sentido de proporcionar vivências na família e na comunidade. “O acompanhamento de cada criança e adolescente, o plano de acolhimento, o contato com a rede e a família de origem são funções da equipe técnica, a relação entre os profissionais e a família que acolhe é de co-responsabilidade”, destaca a coordenadora.

A psicóloga da Família Acolhedora, Daniela Vale de Oliveira, destaca que o maior desafio é sensibilizar as pessoas de que o acolhimento pode fazer a diferença na vida da criança e do adolescente e também existem dificuldades de encontrar famílias dispostas ao acolhimento. “A nossa experiência mostra que é um exercício de cidadania, é um trabalho social muito relevante, pois muitas crianças e adolescentes não saem dos seus lares devido a falta de afeto ou condições da família de origem, as vezes a pessoa é acometida por uma doença grave, sendo necessário o apoio social”, ressalta.

Os interessados em participar da Família Acolhedora podem entrar em contato pelo telefone (31) 9 8959 1452 ou pelo e-mail familiacolhedora@ouropreto.mg.gov.br. O Serviço Família Acolhedora funciona no endereço rua Conselheiro Santana, bairro Pilar, nº 129, em Ouro Preto.

Alerta Meteorológico

Estado de observação
  
 
 
 
saiba mais

Receba notícias da Prefeitura

×