Obras de restauro em casarão histórico revitalizam o conjunto da praça principal de Cachoeira do Campo

Notícia publicada em 30/07/2020
por Victor Stutz

Ouvir conteúdo

Restauração da parte interna do Solar
Imagem: Ane Souz

É neste ano de 2020, no Tricentenário da Sedição de Vila Rica, o levante histórico contra as regras impostas pelos colonizadores portugueses sobre a exploração do ouro, que Cachoeira do Campo receberá sua praça principal revitalizada. Em breve, o distrito terá de volta e aberto para visitação um dos seus mais imponentes sobrados coloniais: o Solar dos Pedrosa, localizado ao lado da Matriz de Nossa Senhora de Nazaré, na Praça Felipe dos Santos. Foi ali, diante da igreja, que o líder do movimento, Filipe dos Santos, foi preso e levado para Vila Rica onde foi enforcado e esquartejado.

O casarão está sendo restaurado com recursos negociados junto ao Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais (BDMG) e contrapartida da Prefeitura. Com a conclusão das obras de restauro no Casarão Pedrosa, o distrito de Ouro Preto passará a contar com novo atrativo turístico para ser visitado, obviamente, após esse período da pandemia. Cachoeira do Campo fica a 18 quilômetros da sede e 78 quilômetros de Belo Horizonte.

Iniciadas em 2019, as obras de restauração integram também a celebração dos 300 anos de Minas Gerais. Foi em 2 de dezembro de 1720 que a Capitania de São Paulo e Minas do Ouro foi desmembrada pela Coroa Portuguesa para tornar-se a Capitania de Minas, que teve Vila Rica como sua capital.

Álbum de fotos

Alerta Meteorológico

Estado de atenção
 
  
 
 
saiba mais

Receba notícias da Prefeitura

×