Doce pedaço de Ouro Preto: Festa da Goiaba celebra os 10 anos do registro da produção doceira como patrimônio imaterial
Em 12/04/2018


O distrito de São Bartolomeu, em Ouro Preto, recebe a 22º edição da Festa da Goiaba, de 13 a 15 de abril, que é realizada pela Associação de Doceiros e Agricultores Familiares da localidade, com o apoio da Prefeitura Municipal, por meio das Secretarias de Cultura e Patrimônio; Turismo, Indústria e Comércio e Educação.

Em 2008, a produção de doces artesanais do distrito de São Bartolomeu tornou-se o primeiro bem cultural registrado como Patrimônio Imaterial no município. Assim, neste ano, a comemoração dos 10 anos desse registro é uma das razões pelas quais 2018 foi declarado como Ano do Patrimônio Cultural de Ouro Preto, por meio de lei de autoria do Prefeito Julio Pimenta, que aponta a produção de doces como “um valioso atrativo do distrito de São Bartolomeu, que se destaca também pelo casario antigo, suas histórias e tradições, demonstrando a diversidade cultural e o potencial turístico dos distritos do município”.

Nesse contexto, o Secretário de Cultura e Patrimônio, Zaqueu Astoni Moreira, evidencia a importância da Festa da Goiaba, e informa que o evento foi revitalizado na época de elaboração do Registro da Produção de Doces Artesanais de São Bartolomeu como Patrimônio Imaterial de Ouro Preto. Desde então, segundo o Secretário, a Festa ocorre de forma ininterrupta, anualmente, sendo o principal evento local para divulgação e celebração da produção doceira.

Para a edição deste ano da Festa, uma nova versão do Selo identificativo de Patrimônio Imaterial foi elaborada, que faz menção aos 10 anos de reconhecimento do bem, tal qual a celebração de 2018 como Ano do Patrimônio Cultural. Além disso, será entregue uma placa comemorativa em reconhecimento a importancia do trabalho dos doceiros, bem como será apresentado um novo vídeo documentário sobre a produção doceira em São Bartolomeu, com o título “Mais que doce”, que foi feito por meio de parceria da TV UFOP com a Secretaria de Cultura e Patrimônio

A 22º edição da Festa da Goiaba tem, também, o apoio da Secretaria de Estado de Cultura de Minas Gerais, e contará com shows, oficinas e exposições dos trabalhos dos artistas e artesão locais. Confira a programação no final desta matéria.

São Bartolomeu:
Situado às margens da nascente do alto Rio das Velhas, a 13 km da sede, ou 98 km de Belo Horizonte, está São Bartolomeu. Além do casario antigo, com oratórios nas fachadas, e da Igreja de seu santo padroeiro, erguida no século 18, considerada uma das primeiras construções de Minas, o lugar sustenta o costume de produzir doces caseiros, os quais são famosos em toda a região. No final da produção de sua goiabada cascão, o povoado realiza a Festa da Goiaba, que recebe visitantes das mais distintas localidades, que visitam o distrito para conhecer e apreciar os doces produzidos em processo tradicional, em grandes tachos de cobre colocados sobre as fornalhas de lenha. Desse modo, segundo o Secretário de Turismo, Indústria e Comércio, Felipe Guerra, tem-se um dos principais eventos culturais de Ouro Preto, que garante renda às famílias que se dedicam em manter viva a tradição mais doce do município.

 

Foto: Marcelo Tholedo - Divulgação ASCOM/PMOP

Alerta Meteorológico

Estado de observação
saiba mais
  
 
 
 

Receba notícias da Prefeitura

×