Cachoeira do Campo recebe Dia D de Combate a Febre Amarela neste sábado
Em 13/03/2018


Próximo distrito será Santa Rita de Ouro Preto, dia 24 de março

O Estado de Minas Gerais atualizou na tarde de hoje, 13 de março, o Boletim Epidemiológico da Febre Amarela. Segundo os dados, até o momento foram confirmados, no total, dois óbitos e quatro internações pela doença em Ouro Preto.

O primeiro óbito havia sido confirmado em 28 de fevereiro (um morador da localidade do Tejuco, distrito de Santa Rita de Ouro Preto). Já o segundo óbito foi confirmado na semana passada: trata-se de uma pessoa do distrito de São Bartolomeu. Além disso, subiu para quatro o número de internações pelo vírus e estão sob investigação outros 23 casos suspeitos

Diante disso, a Secretaria Municipal de Saúde irá intensificar a campanha de vacinação com a realização do Dia D nos distritos e na Sede. A primeira ação acontece neste sábado, 17 de março, em Cachoeira do Campo. Os moradores do distrito e região que ainda não se vacinaram devem procurar o Complexo de Saúde de 9 às 15 horas, se possível, portando o cartão de vacinação.

O próximo Dia D será no outro sábado, 24 de março, com vacinação na sede e no distrito de Santa Rita de Ouro Preto. As datas dos outros distritos serão divulgadas em breve.

 

Dúvidas sobre a vacina

A pergunta que muitos se fazem é se a vacina realmente é eficaz contra a Febre Amarela e se é preciso tomar outras medidas para se proteger. Essas e outras dúvidas serão respondidas por um médico que estará de plantão no Dia D à disposição da população.

Vale lembrar que o único meio de se proteger contra a Febre Amarela é se imunizar, e apenas uma única dose é suficiente para combater a doença, não sendo necessária a segunda dose, como se pensava antes.

 

Boatos sobre mutação do vírus

A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), fabricante da vacina utilizada no Brasil, publicou uma nota esclarecendo os boatos que circulam nas redes sociais sobre mutações no vírus da Febre Amarela e a eficácia da vacina. De acordo com a Fundação, em 2017 foram, sim, encontradas mutações no vírus, porém, essas mutações não surtiram efeito sobre a vacina, pois “não afetam as proteínas do envelope do vírus, que são centrais para o funcionamento da vacina”, de forma que a vacina continua eficaz e é o melhor meio para se evitar a doença.

 

Atuação da Secretaria Municipal de Saúde

Independente da confirmação dos óbitos no município, a Secretaria de Saúde de Ouro Preto afirma que todas as medidas já estavam sendo tomadas pela Prefeitura, desde ações de manejo ambiental até cobertura vacinal da população, conforme estabelece os protocolos e notas técnicas do Ministério da Saúde e Estado de Minas.

 

Álbum de fotos

Alerta Meteorológico

Estado de observação
saiba mais
  
 
 
 

Receba notícias da Prefeitura

×