Prefeitura de Ouro Preto promove evento para explicar questões sobre o Patrimônio Cultural




Ouvir conteúdo
Por Nízea Coelho.em 04/02/2019

Secretário Zaqueu Astoni durante a abertura do evento
Imagem: Ane Souz

Viver e gerir uma cidade declarada pela UNESCO como Patrimônio Mundial requer algumas peculiaridades. Em Ouro Preto, pintar a fachada ou arrumar o telhado de uma casa não é tão simples como em outro lugar, pois os moradores que residem nas áreas de proteção especial precisam da autorização de órgãos como o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) e a Secretaria Municipal de Cultura e Patrimônio, os quais zelam pela manutenção do maior conjunto arquitetônico barroco tombado do mundo, mantendo o casario em pé apesar dos séculos de existência.

Para esclarecer diversas dúvidas da população e dos próprios servidores municipais, a Prefeitura realizou na última quinta-feira, 31 de janeiro, o Seminário sobre o Patrimônio Cultural de Ouro Preto. O evento contou com a presença de mais de 60 pessoas e reuniu especialistas na área a fim de explicar pontos fundamentais em relação à cidade patrimônio.

Após as boas-vindas do secretário de Cultura e Patrimônio, Zaqueu Astoni, o diretor do Escritório Técnico do IPHAN em Ouro Preto, André Macieira, falou sobre os desafios de se viver em uma cidade patrimônio mundial. Em seguida, por meio da palestra do diretor do Museu de Congonhas, Sérgio Rodrigo, os presentes puderam fazer uma comparação com a cidade vizinha que também ostenta o título mundial. Seguiram-se as apresentações da superintendente da Secretaria Municipal, Cristina Cairo, e do historiador Mauro Alberto do Espírito Santos, os quais falaram sobre os bens inventariados e ICMS Cultural. Por fim, a superintendente de Aprovação de Projetos, Camila Sardinha Cecconello, falou sobre aprovação de projetos, regularização e loteamentos e o diretor do Departamento de Regulação Urbana, Renilson Santos, abordou as autorizações necessárias e as obras em andamento em Ouro Preto.

No segundo módulo do Seminário, com previsão para acontecer em março, serão abordados temas como Estudo Prévio de Impacto Cultural, divulgação cultural e os processos administrativos necessários dentro da Secretaria de Cultura e Patrimônio.

Alerta Meteorológico

Estado de observação
  
 
 
 
saiba mais

Receba notícias da Prefeitura

×